Acordo entre Portugal e Brasil permite que arquitetos trabalhem nos dois países

cau br p

Documento será assinado em 6 de dezembro pelo CAU/BR e pela Ordem dos Arquitectos de Portugal. Além de facilitar intercâmbio de profissionais, também cria condições para fiscalização efetiva

 

Será assinado em dezembro o acordo de cooperação internacional para registro de arquitetos e urbanistas brasileiros e portugueses no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e na Ordem dos Arquitectos (OA) de Portugal. A partir de janeiro de 2014, profissionais de um país poderão requisitar a inscrição em outro, tendo que atender apenas as seguintes requisitos:

 

– Ter registro ativo e definitivo em seu país de origem

– Profissionais brasileiros devem possuir pelo menos um ano de registro no CAU. Já os portugueses precisam ter cumprido o estágio profissional obrigatório de um ano

– Inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) no Brasil para os membros da OA ou Número de Identificação Fiscal (NIF) em Portugal para os inscritos no CAU;

– O acordo vale apenas para profissionais brasileiros e portugueses, natos ou naturalizados

– Para registro definitivo, o profissional deve comprovar residência no país de destino e apresentar diploma de graduação ou de formação revalidado nos termos legais

 

 

O objetivo é promover o intercâmbio de conhecimento e a colaboração entre os dois países. O acordo estava sendo negociado desde março, quando o CAU/BR e a OA, assinaram Protocolo de Colaboração entre as duas instituições. Uma comissão coordenada pelos arquitetos Eduardo Chiletto, do Brasil, e Vitor Araújo, de Portugal, trabalhou nos termos do acordo, que foi homologado pelos colegiados superiores do CAU/BR e da OA. A assinatura acontecerá no dia 6 de dezembro, durante a Reunião Plenária do CAU/BR, em Brasília. Assinarão o documento o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, e da Ordem dos Arquitectos, João Belo Rodeia.

 

“Esse acordo alinha as exigências de registros de arquitetos nos dois países, dentro dos princípios de reciprocidade”, afirma o presidente Haroldo Pinheiro. “O principal efeito é possibilitar ao CAU e à OA fiscalizar efetivamente a prática profissional de estrangeiros nos dois países, buscando eliminar o exercício ilegal de Arquitetura e Urbanismo”.

 

O conselheiro Eduardo Chiletto destaca que já existia uma intenção prévia de iniciar esse processo de colaboração. “Existem muitos colegas portugueses trabalhando aqui, e brasileiros lá, mas os conselhos não tinham conhecimento dessas atividades e o registro provisório demorava muito devido à revalidação do diploma, por exemplo”, afirma. “Nós achamos interessante ter esse acordo, para proteger a sociedade de más práticas profissionais”.

 

Atualmente, a OA possui 16.800 arquitetos inscritos em Portugal, enquanto no Brasil são mais de 107 mil profissionais registrados no CAU. Segundo comunicado oficial da instituição portuguesa, o acordo “constitui um passo decisivo para o aprofundamento da cooperação institucional entre a OA e o CAU”.

 

O acordo de cooperação é o primeiro produto do Protocolo de Colaboração entre as duas entidades, que visa estreitar as relações de cooperação e intercâmbio entre as instituições, em conformidade com o Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta entre o Brasil e Portugal, de 22 de abril de 2000

Anúncios

Essas 10 casas foram construídas com Containers!!

É difícil imaginarmos que um contêiner pode se transformar numa linda casa, devido à sua forma brusca. Porém, cada vez mais esse método construtivo é comum, nos Estados Unidos. Pela sua resistência, feitos geralmente de aço, são usados até mesmo para casa de dois andares. Para deixar com aparência mais comum, alguns usam o contêiner como estrutura e o revestem de madeira e drywall.

Além de ser resistente e forte, o contêiner reciclado possui seu caráter sustentável, que o torna mais valorizado hoje em dia. Também, outras formas de sustentabilidade são agregadas à essas residências, como o telhado verde (que minimizam o calor), água reutilizada, e janelas amplas (para aproveitar o máximo da luz solar, reduzindo assim o uso de energia na casa).

1) O contêiner, a seguir, se transformou em uma linda casa de hóspedes, possuindo também um telhado verde.

2) Em Redondo Beach, Los Angeles, foi construída esta mansão de dois andares.

3) Esta fica em Hamptons, próxima a Nova York.

4) Nesta casa foi utilizado o contêiner em sua forma original.

5) Alguns preferem revestí-las, como esta.

6) Esta casa funciona como um espaço para exposição de arte, em Vermont nos Estados Unidos.

7) Esta casa em Nova Zelândia é uma perfeita casa na praia.

8) Como num sonho, esta casa é uma linda casa na floresta.

9) Casa de dois andares, com a estrutura à mostra.

10) Esta com jardim telhado para reduzir a temperatura interna.

O resultado para esse método construtivo, que tem se tornado cada vez mais comum, são lindíssimas casas.

 

Conferência Nacional das Cidades aprova moção pela contratação de mais arquitetos e urbanistas

conferencia

Moção aprovada na plenária final da 5ª Conferência Nacional das Cidades pedem a contratação de mais arquitetos e urbanistas nos órgãos de governo, com o objetivo de melhorar os serviços públicos nas cidades. Leia a íntegra da moção, aprovada com 630 votos:

 

“Os delegados reunidos em Brasília, na 5° Conferência Nacional das Cidades, requerem dos poderes nacional, estaduais e municipais a ampliação do número de Arquitetos e Urbanistas em seus quadros visando à melhoria das condições urbanas e a solução dos problemas de planejamento urbano, na garantia da função social da propriedade, saneamento, mobilidade urbana, patrimônio histórico e habitação.

 
Por um Estado Brasileiro forte com mais Arquitetos e Urbanistas!”

 
A moção foi sugerida pelo presidente da FNA, Jeferson Salazar, contando com 630 assinaturas de apoio, mais do que o dobro do necessário para ser votada em plenário. Destacaram-se no trabalho político na conquista dos apoios os delegados da FNA: Elza Kunze, Claudia Pires, Guilherme Carpintero, Maria Teresa Peres de Souza, Debora Prado Zamboni, Ormy Hütner Jr, Maria Lais da Cunha Pereira e Cicero Alvarez.

 

O documento também foi firmado pelo presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, dirigentes do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), da Associação Nacional de Engenheiros e Arquitetos da Caixa e dos movimentos populares presentes ao encontro.

 

Saiba mais sobre a Conferência aqui: http://www.cidades.gov.br/5conferencia/

Fonte: CAUBR

Decoração para Quartos – Dicas de Móveis Planejados

O maior problema de hoje em dia sem duvida nenhuma são os espaços que atualmente andam muito reduzidos, os quartos das crianças muitas vezes parecem um corredor de tão pequenos, e para colocar moveis dentro deles requer muita imaginação e claro um bom planejamento para que tudo fique em seu devido lugar sem aglomeração demais.
Se o quarto for para duas pessoas e o espaço for pequeno não tem jeito tem que ser beliche mesmo, mas o bom disso é que até os beliches e até treliche podem ser planejados de acordo com o espaço disponível e com modelos maravilhosos.

Abaixo segue ideias de quartos planejados para aguçar a sua criatividade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

pCon Planner

Ai vem o nosso 3° programa para projetar a casa dos seus sonhos.

 

http://www.baixaki.com.br/download/pcon-planner.htm

833525

 

Um dos mais profissionais e, talvez por isso, mais difíceis de trabalhar. PCon.planner é mais indicado para pessoas que já têm noção de modelagem em 3D e planejamento de plantas, pois suas ferramentas são mais complexas e podem parecer confusas para um usuário mais leigo.

As opções dos objetos de construção e decoração são bem simples, mas o programa conta com um navegador interno, em que é possível fazer download de modelos prontos de cômodos ou objetos para serem adicionados na sua planta.

A tela do programa é dividida em quatro áreas: visualização aérea da planta, das duas laterais e em perspectiva 3D. pCon Planner tem versão em português de Portugal.

Reforma urbana é tema central na 5ª Conferência Nacional das Cidades

Conferencia-das-Cidades1

 

De 20 a 24 de novembro acontece em Brasília/DF, a 5ª Conferência Nacional das Cidades. Os Conselheiros do CAU/SP Renato Melhem e Eduardo Habu foram eleitos delegados e participarão da Conferência representando o Conselho.

Com a temática: “Quem muda a cidade somos nós: reforma urbana já”, a 5ª Conferência tratará da Reforma Urbana e temas de âmbito nacional, considerando os avanços, as dificuldades, os desafios e as propostas consolidadas nas conferências estaduais.

Convocada pelo Conselho das Cidades, o evento tem como objetivo avançar na construção da Política e do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano; indicar ao Ministério das Cidades as prioridades de atuação, e eleger as entidades nacionais membros do Conselho das Cidades, para o triênio 2014-2016, conforme Resolução Normativa do Conselho das Cidades.

Participação
Estima-se que a Conferência receberá cerca de 3.000 participantes, sendo aproximadamente 2.681 delegados e 400 observadores, desses 1.689 são delegados eleitos nas Conferências Estaduais, 250 são delegados indicados pelo Governo Federal, 561 são delegados indicados pelas entidades membro do Conselho das Cidades e 181 são conselheiros do Conselho das Cidades de âmbito nacional, os chamados delegados natos.

 

5ª Conferência Nacional das Cidades
Data: 20 a 24 de novembro de 2013

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Veja a programação e acesse mais informações: http://www.cidades.gov.br/5conferencia/

MyVirtualHome

Dando continuidade ao nosso projeto de postar um novo programa por semana, segue o nosso 2º programa, o MyVirtualHome.

http://www.baixaki.com.br/download/myvirtualhome.htm

5555

 

Para os mais preguiçosos, MyVirtualHome cairá como uma luva na hora de planejar um imóvel. O programa só trabalha com modelos prontos de ambientes que já vêm com uma decoração padrão. Mesmo assim, as paredes e os imóveis podem ser facilmente personalizados.

Opções para preencher os cômodos não vão faltar, pois a coleção de objetos de decoração e imóveis é bastante completa. O programa não tira screenshots (fotos dos ambientes) e nem grava vídeos. Porém, é um dos mais fáceis e agradáveis de trabalhar.  

Todas as plantas de MyVirtualHome são feitas diretamente em 3D, pois não existem versões menos detalhadas. A visualização em terceira dimensão é bastante simples e sem opções avançadas de renderização da textura.