CAU/BR aprova Tabela de Honorários para Projetos de Edificações

Documento de referência, válido para todo o país, cobre 80% das atividades de arquitetos e urbanistas. O objetivo é evitar práticas abusivas ou aviltantes à profissão

 

 

Está aprovado o primeiro módulo da Tabela de Honorários de Serviços de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, referente a projetos arquitetônicos de edificações. A partir de agora, arquitetos e urbanistas de todo o Brasil possuem uma referência única e segura para negociações com clientes. O objetivo é coibir a concorrência desleal de preços e assegurar um padrão de qualidade para os serviços prestados. “Uma tabela única, nacional, torna mais claros para a sociedade o escopo do trabalho de Arquitetura e Urbanismo, bem como a remuneração que é cabida para cada tipo de serviço”, afirma o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, durante a Plenária em que foi aprovada a tabela.

Veja aqui a Tabela de Honorários de Serviços de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – Módulo 1

Avalia-se que o Módulo 1 da Tabela atenda mais de 80% das atividades dos arquitetos e urbanistas brasileiros. Ele faz ainda a compatibilização entre os três elementos constituintes do trabalho: a definição conceitual das atividades de projeto; o escopo dos serviços; e a tabela com o cálculo dos honorários. Futuramente será produzido um programa de computador para auxiliar os profissionais a calcularem seus honorários de acordo com os parâmetros indicados. Ainda serão produzidos mais dois módulos, que vão tratar da remuneração de projetos de Urbanismo, de Arquitetura Paisagística, de Arquitetura de Interiores, projetos complementares diversos e remuneração por execução de obras e outras atividades.

A aprovação da Tabela de Honorários pelo CAU/BR é uma exigência da Lei 12.378/2010, que regula o exercício da profissão no Brasil. O documento foi elaborado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento Ceará (IAB-CE) e revisto pelo Colegiado Permanente das Entidades de Arquitetos e Urbanistas (CEAU). Trata-se do resultado de uma longa discussão entre as entidades.

Em 2011, o Conselho Superior do IAB aprovou o Manual de Honorários de Arquitetura e Urbanismo – uma primeira versão da Tabela. Esse documento foi então submetido à apreciação do CEAU, que congrega, além do IAB, a Federação Nacional de Arquitetos (FNA), Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA), Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP), Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura (ABEA), Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura (FeNEA) e o CAU/BR.

Em março de 2012, o CEAU criou grupo de trabalho para reunir contribuições das entidades de Arquitetura e Urbanismo. Ao longo desses dois últimos anos, os debates avançaram e decidiu-se por fazer a tabela em módulos, para agilizar a entrega do documento aos arquitetos.

Este primeiro módulo fornece duas modalidades básicas de remuneração para a realização de projetos de edificações: percentual sobre o custo de execução da obra (critério recomendado internacionalmente) e remuneração através da soma das despesas (estimadas ou contabilizadas) de produção dos projetos, direitos autorais e lucro.

Com isso, espera-se balizar as condições justas de contratação de Projetos de Arquitetura e Urbanismo e serviços correlatos, fixar e detalhar os serviços cobertos e descobertos pela remuneração estabelecida e evitar práticas abusivas ou aviltantes de preços. “Essa convergência de entendimento entre as entidades de arquitetos e urbanistas inaugura uma nova etapa de profissionalização”, afirma o conselheiro Antônio Francisco de Oliveira, coordenador da Comissão de Exercício Profissional do CAU/BR. “É fundamental destacar o trabalho aplicado e detalhista realizado pelas entidades que representam a nossa categoria, reunidas no CEAU, unificando em um só documento os principais critérios para formação de orçamentos na área de Arquitetura e Urbanismo”, disse o presidente do CAU/BR.

A Tabela de Honorários não tem a função de se sobrepor à negociação entre arquiteto e cliente, uma vez que um orçamento criterioso deve ser ponderado em relação à conjuntura econômica, à capacidade de produção, ao potencial criativo e à capacidade administrativa de cada empresa ou profissional, dentre outros fatores. Porém, o Código de Ética e Disciplina do CAU/BR recomenda que o arquiteto e urbanista apresente suas propostas de custos de serviços de acordo com a Tabela.

Anúncios

Confira resultado das eleições extraordinárias do CAU

Pleito escolheu suplente de conselheiro federal no CAU/AC e suplente de conselheiro estadual no CAU/MT

Arquitetos e urbanistas do Acre e do Mato Grosso participaram no dia 16 de dezembro de processo eleitoral extraordinário para escolher os profissionais que vão ocupar cargos vagos por desistência, renúncia, perda ou cassação do mandato no período.

No Acre, o arquiteto e urbanista Alfredo Renato Pena Brana será suplente de conselheiro federal no CAU/BR. O processo eleitoral contou com a participação de 67% dos profissionais do Estado.

Em Mato Grosso, Lauro Boa Sorte Carneiro assumirá o posto de suplente do CAU/MT. No Estado, 47% dos profissionais ativos votaram no pleito.

Os eleitos serão empossados pelos respectivos CAU/UF até janeiro de 2014. O mandato termina em 31 de dezembro do mesmo ano.

O resultado das eleições extraordinárias será publicado no Diário Oficial da União do dia 18 de dezembro.

Veja aqui o Edital de Resultado.

Floorplanner

Segue mais um projeto para quem deseja planejar a sua casa dos sonhos.

Interatividade em destaque

http://www.baixaki.com.br/download/floorplanner.htm

10 programas para projetar a casa dos seus sonhos

Floorplanner é bastante fácil de usar, e possui uma considerável coleção de móveis e objetos para inserir na planta. O programa conta com uma galeria de plantas dos usuários, onde é possível navegar por todos os projetos salvos e visualizá-los.  

O aplicativo é um dos mais simples que foram testados, e conta com uma versão paga e uma gratuita. A versão livre permite criar apenas uma planta, exibe publicidade e conta com algumas funções limitadas: não exporta, não publica online, e não produz vídeos e fotos em 3D dos ambientes.

A visualização em 3D demora consideravelmente para carregar, mas a qualidade estética é muito boa. As imagens da planta em 2D também são visualmente agradáveis. Floorplanner conta com versão em português de Portugal.

Roomle

Seguimos com o nosso quinto programa para você projetar a casa dos seus sonhos.

 

Para quem tem pressa Roomle

10 programas para projetar a casa dos seus sonhos

Esse programa é feito para os ansiosos de plantão. Com Roomle, todas as funções estão a um clique de distância. O programa é mais simples que algum de seus concorrentes, porém tem uma aura mais profissional.  Os objetos de decoração não possuem muitas variações de um mesmo tipo (por exemplo, existe apenas um só modelo de sofá), mas isso não é um problema para aqueles que só querem demarcar as posições dos objetos no espaço.

Roomle é extremamente fácil de usar, tanto ao modelar a planta, quanto ao posicionar os objetos. Ele tem integração com redes sociais e versão em português. Efetuando login no programa, você pode salvar as plantas criadas e editá-las em qualquer PC conectado na web. 

O programa conta ainda com duas versões de visualização em 3D: uma mais simples e uma avançada. Na mais simples, os objetos oferecem um detalhamento mais “leve”, não exigindo muito processamento do navegador. Já a versão avançada mostra um personagem para visitar a estrutura feita, e você pode direcioná-lo dentro da casa com as setas do teclado.

Apesar dos recursos 3D aparentemente mais especializados, sua texturização tem uma qualidade um pouco inferior e apresenta algumas falhas. É necessário baixar um plugin adicional para a função 3D avançada. Mas o programa é muito rápido, bonito e funcional.

 

IPHAN prorroga inscrições de concurso para o dia 12 de dezembro

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional vai abrir 52 vagas para arquitetos e engenheiros. Salários vão de R$ 6.130,00 a R$ 8.300,00

As inscrições para o concurso do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que oferece 163 vagas de nível superior com salários de até R$ 8.300,00 foram prorrogadas até o dia 12. Oportunidades serão para áreas de Logística, convênios e contratos (31), Arqueologia (80) e Arquitetura ou Engenharia Civil (52) e garantem remunerações mensais que variam entre R$ 6.130,00 e R$ 8.300,00.

 

Provas, que seriam aplicadas no dia 15 de dezembro, foram remarcadas para 12 de janeiro de 2014. As inscrições podem ser efetuadas via internet, no endereço eletrônico http://www.iades.com.br até as 20h de 12 de dezembro de 2013.